quarta-feira , 15 agosto 2018

Windows 10 Mobile está no mesmo patamar do Windows RT: Hardware e evolução do software não são o foco da Microsoft

A Microsoft nunca disse publicamente que o Windows RT estava morto, embora todos nós sabemos que esta é realidade há muito tempo. O sistema operacional até hoje recebe atualizações e correções de segurança e é só. E agora o Windows Phone, ou Windows 10 Mobile, acaba de entrar na mesma situação.

Joe Belfiore, que no passado foi o Head de Windows Phone e atualmente cuida de Windows e do browser Edge, usou o Twitter para esclarecer como a Microsoft está tratando o segmento mobile.

Ao ser perguntado por um usuário de Windows 10 Mobile se é a hora de deixar a plataforma, Joe respondeu:

Depende de quem você é. Muitas empresas continuam distribuindo (WP) para seus funcionários e nós continuaremos dando suporte à eles. Como um usuário final (individual), eu troquei de plataforma por causa da diversidade de apps e hardwares. Nós daremos suporte a estas pessoas também. Escolha o que for melhor pra você.

Alguém que não entendeu muito bem o que ele quis dizer (sempre tem um) insistiu no assunto, e Joe complementou:

É claro que nós continuaremos dando suporte à plataforma (Windows 10 Mobile). Correções de bugs, atualizações de segurança e etc. Mas construir novas funcionalidades ou hardware não são o nosso foco.

Meio que em tom de desabafo, Joe Belfiore comentou as dificuldades que a empresa teve em trazer aplicativos para a plataforma.

Nós tentamos ao máximo incentivar os desenvolvedores de aplicativos. Demos dinheiro, construímos aplicativos pra eles, mas o volume de usuários era muito baixo para justificar o investimento da maioria das empresas.

Por outro lado a Microsoft parece estar sendo bem sucedida no processo de colonização das demais plataformas. Nessa semana o Edge ganhou uma versão preview para iOS e Android e agradou os usuários. E é claro que nem preciso comentar o tanto que os aplicativos do pacote Office, OneNote e OneDrive são utilizados em todos os ecossistemas.

MAS E O SURFACE PHONE?

Como eu comentei nesse vídeo que gravei há alguns meses, o mitológico Surface Phone (que dúvido que será lançado com esse nome), se um dia chegar ao mercado será um notebook ultra portátil que caberá no nosso bolso. Isso não quer dizer que ele substituirá o smartphone. Ao que tudo indica, a Microsoft pretende lançar uma nova categoria de dispostivos. Mas é claro, só estou especulando aqui com base nas poucas informações que temos agora.

Resumo da ópera… é sim hora dos usuários finais (nós) termos um smartphone Android ou iOS como nosso celular principal. Um dispositivo com Windows 10 Mobile será usado como um hardware adicional para uso corporativo e/ou produção de conteúdo, um grupo que eu também me encaixo, mas que certamente não é a maioria do mercado.

About igorlt

Twitteiro compulsivo formado em Rádio & TV. Usuário Nokia desde 1999 e expert em Mobile Payment.