terça-feira , 17 setembro 2019

Roaming internacional, chip pré-pago… Confira as dicas pra se manter conectado em viagens ao exterior

Nos dias de hoje em que cada vez dependemos mais do celular (sim, eu não tenho medo de assumir isso), como fazer para nos manter conectados o tempo todo em viagens internacionais?

Depois de algumas viagens para os EUA e Europa, acabei adquirindo um certo know-how no assunto e decidi compartilhar minhas experiências com vocês.

Roaming Internacional

Apesar das operadoras aparentemente estarem se movimentando para reduzir o preço dessa modalidade, o roaming internacional continua sendo uma grande furada.

Em grande parte da operadoras é difícil até encontrar a tarifação no site. Atualmente uso linhas da Vivo e da TIM, e essa foi a política que encontrei em vigor durante minhas viagens recentes.

TIM – “Internet ilimitada* por R$ 29,90/dia nos EUA e R$ 39,90 na Europa para clientes pós-pago”

Olhando essa chamada não parece tão absurdo assim. R$ 30 por dia de internet ilimitada no exterior é caro, mas até que dar pra encarar. Isso se não fosse aquele asterisco.

A TIM esconde a informação até onde pode, mas essa internet ilimitada passa a funcionar a apenas 25Kbps assim que você ultrapassa os 5 mega de uso diário. É isso mesmo que você leu! Basta que você poste uma foto e atualize suas redes sociais, para que sua internet no celular passe a funcionar como uma carroça mais lenta do que no tempo da linha discada. A regra está disponível nessa área do site da TIM, e você também pode conferir logo abaixo:

No pré-pago a tarifa sobe para R$ 33,00/Mb. Sem chance!

Vivo – “Internet ilimitada nos EUA e alguns países da Europa por R$ 24,90/dia”

Na Vivo as coisas melhoram um pouco.

Pra achar a tarifa de preços em roaming internacional, você precisa ir até essa página e (sabe-se lá porque) selecionar um modelo de aparelho, além do país para onde você vai.

Depois ao invés de colocar o preço na guia “Quanto custa”, algum gênio da Vivo achou que ficava melhor na aba “Serviços disponíveis”. A imagem abaixo, é a tabela de preço para os EUA, onde a Vivo faz questão de afirmar que a internet é ilimitada e sem redução de velocidade.

Seja como for, só recorro ao roaming internacional quando não há outra alternativa, ou até que eu consiga comprar um chip pré-pago de alguma operadora local. É justamente disso que vamos falar agora.

Chip pré-pago

Essa sem dúvida é uma melhor opção. Assim você sabe exatamente o quanto vai gastar, podendo ficar conectado 24h/dia e sem nenhuma surpresa desagradável com a conta.

Londres tem máquna de vender chips pré-pagos

Acontece que comprar um chip pré-pago e ativá-lo não é uma tarefa das mais fáceis em alguns países. Imagine um gringo que vem para o Brasil, por exemplo. Ele pode até comprar um chip facilmente, mas terá dificuldade em ativar a linha pela obrigatoriedade do CPF.

No exterior vamos encontrar países que oferecem essa facilidade para estrangeiros sem nenhuma burocracia, como o caso de Londres. Na terra da Rainha é possível encontrar vending machines (como essa ao lado) vendendo Sim Cards já ativados. É só comprar e sair usando.

Normalmente os planos oferecidos por essas máquinas são mais caros. O melhor é se dirigir a uma loja de uma operadora local, como a T-Mobile, onde também é possível fazer a compra sem dificuldade alguma.

Já nos EUA as coisas não são tão fáceis. Sabendo que comprar um chip pré-pago não seria tão simples, na minha última viagem acabei optando por comprar um chip da AT&T no Mercado Livre ainda quando eu estava no Brasil.

AT&T: comprar um chip pra voz e SMS é fácil, já pra internet…

Recebi esses Sim Cards aqui no Brasil e antes da viagem já liguei para o atendimento da AT&T para fazer ativação. Depois de uns 20 minutos no telefone, a atendente me informou que poderia ativar uma linha pré-paga com voz e SMS. Internet no entanto, só poderia ser feita caso eu utilizasse um aparelho vendido pela AT&T. Os caras são tão amarrados que pediram o número do IMEI do meu celular para configurar junto com a linha. Não rolou!

Diante disso, minha esperança foi esperar chegar nos EUA e me dirigir a uma loja da operadoras. Na AT&T, a informação era a mesma da central. Eu poderia ter voz e SMS, mas nada de internet.

A salvação foi a T-Mobile. Por U$15/semana eu consegui comprar um chip com voz, SMS e internet ilimitada por uma semana. Mas tinha um porém… segundo a vendedora da loja em Miami, eu só poderia ter internet 2G. O acesso 3G só poderia ser liberado se eu estivesse usando um iPhone. Achei aquilo estranho, mas eu já estava tão cansado que topei sem fazer mais perguntas.

Comecei a usar minha internet 2G até que no dia seguinte embarquei para Las Vegas. Pra minha surpresa, chegando na Disney dos adultos meu Lumia 900 se conectou à rede da T-Mobile em 3G+ (HSDPA). A restrição da operadora só valia na cidade onde comprei o chip. 🙂

Usei a internet em Vegas durante toda a semana até que meu plano terminou e era hora de fazer uma recarga. Nessa hora tive outra boa surpresa, fazendo a recarga pelo site da T-Mobile, era possível fazer um upgrade do meu plano de 2G para 3G, pagando apenas U$1/dia. Como eu ainda iria voltar por Miami, acabei fazendo o upgrade e minha linha passou a funcionar normalmente em 3G, inclusive na cidade onde o chip foi comprado.

Caso eu queira manter essa linha ativa, devo fazer ao menos uma recarga a cada 90 dias. O valor mínimo de cada recarga é de U$ 10, e como devo fazer outras viagens em breve, tentarei manter essa linha sempre funcionando. 🙂

About igorlt

Twitteiro compulsivo formado em Rádio & TV. Usuário Nokia desde 1999 e expert em Mobile Payment.